tecnologia

Adultos com mais de 65 anos representam quase metade dos casos de diabetes tipo 2

27views

Cerca de 6% da população mundial sofre de diabetes tipo 2. Sendo assim, pessoas de qualquer idade podem desenvolver a doença, mas o número de adultos mais velhos está aumentando rapidamente em todo o mundo. Na verdade, adultos com mais de 65 anos representam quase metade de todos os casos de adultos

Há muitas maneiras de controlar a diabetes, mas muitas pessoas podem não perceber que a diabetes tipo 2 em adultos mais velhos pode ser mais complicado de controlar. Isso significa que as pessoas com mais de 65 anos precisam ser tratadas de maneira diferente.

publicidade

Existem várias razões pelas quais o diabetes tipo 2 pode ser mais difícil de controlar em adultos mais velhos. Em primeiro lugar, o envelhecimento pode afetar o controle do açúcar no sangue, pois os órgãos do corpo (como o pâncreas, que controla os níveis de insulina e de açúcar0 perdem a capacidade de funcionar tão bem quanto antes.

Além disso, algumas pesquisas mostraram que a diabetes pode fazer com que as pessoas envelheçam mais rápido. Esse envelhecimento prematuro pode levar a doenças associadas ao declínio relacionado à idade (como artrite ou demência) ocorrendo mais cedo.

A fragilidade – um estado de saúde associado à redução da resiliência física e mental em adultos mais velhos – afeta mais pessoas com diabetes tipo 2 do que o resto da população. Com isso, cerca de 25% dos adultos mais velhos também são frágeis. Pessoas frágeis e com diabetes tipo 2 apresentam problemas de saúde e maior risco de morte por todas as causas, em comparação com aquelas que não são frágeis. 

Vale lembrar que a fragilidade está associada à redução das funções físicas e cognitivas e ao aumento do risco de baixo nível de açúcar no sangue. Ambos os fatores podem tornar o tratamento do diabetes tipo 2 mais complicado.

Leia mais:

A demência, que é mais comum em adultos mais velhos, também pode dificultar o controle do diabetes tipo 2. Isso ocorre porque os problemas de memória podem tornar mais difícil para os pacientes se lembrarem de tomar seus medicamentos ou de tomar a dosagem adequada. 

A diabetes tipo 2 em adultos mais velhos é um fator de risco para o desenvolvimento de demência, incluindo a Alzheimer. Embora a ligação entre os dois não seja totalmente compreendida, os níveis elevados de açúcar no sangue e a insulina que não funciona corretamente têm sido sugeridos como causas.

Além disso, ter outros problemas de saúde também pode dificultar o tratamento de diabetes. Até 40% dos adultos mais velhos com diabetes tipo 2 possuem quatro ou mais doenças coexistentes, como doenças cardíacas ou demência. 

Essas condições podem tornar impossível atingir as metas normais de tratamento e os medicamentos usados ​​para tratá-los podem interagir com aqueles usados ​​para tratar o diabetes. Ademais, o acesso precário a cuidados médicos adequados e o fato de ser mais suscetível a níveis baixos de açúcar no sangue na idade avançada também são razões pelas quais o tratamento de diabetes pode ser tão difícil nessa faixa etária.

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Olhar Digital