tecnologia

Anticoagulantes reduzem em até 67% o risco de trombose em recuperados da Covid-19

30views

Alguns pacientes recuperados da Covid-19 possuem chance desenvolverem um quadro de trombose grave. No entanto, um estudo realizado no Brasil revelou que o uso de medicamentos anticoagulantes pode reduzir em até 67% o risco de de trombose.
A pesquisa foi apresentada durante o Congresso Europeu de Cardiologia e analisou casos de pessoas que desenvolveram o quadro após terem tido alta pela infecção do vírus. Além disso, os pacientes acompanhados foram justamente aqueles que possuem mais risco de trombose, como quem já possui casos na família ou que tenham alguma doença prévia.

publicidade

Trombose e a Covid-19

O uso de anticoagulantes já ocorre durante o tratamento para a Covid-19, justamente para evitar trombose. No entanto, o estudo sugere o uso prolongado após a recuperação, em pacientes que tenham um risco maior de desenvolverem a condição.

Leia também: 

“Para uma população específica de pacientes que ficaram internados com Covid-19 e, no momento depois da alta, têm risco aumentado de eventos trombóticos, houve benefício muito grande de se estender a anticoagulação por mais 35 dias“, disse Eduardo Ramacciotti, medico que fez parte da pesquisa à CNN.

A trombose é a formação de coágulos sanguíneos em veias no corpo. Em casos graves e moderados de Covid-19 ocorre uma forte inflamação no organismo, que pode levar ao quadro de tromboembolismo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Olhar Digital