tecnologia

Apple Watch ‘Explorer Edition’, mais resistente, pode chegar até 2022

127views

Em 2021 ou até 2022, a Apple pode lançar uma edição especial do Apple Watch voltada para atletas. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (6) pela Bloomberg, citando “pessoas familiarizadas com o assunto”. O dispositivo, apelidado de “Explorer Edition” internamente, seria disponibilizado para pessoas que usam o relógio em ambientes extremos.

Lançado em 2015, o Apple Watch já ganhou edições especiais como uma da Nike, outra da Hermes, de luxo, e mais recentemente ganhou uma versão de baixo custo chamada Apple Watch SE. O suposto novo modelo seguiria essa linha, ou seja, poderia ser lançado ao lado de uma geração tradicional do relógio inteligente.

publicidade

No entanto, os informantes da publicação adicionam que tal variante também pode ser cancelada ou adiada. A Apple, por sua vez, não comentou o assunto.

Leia mais:

Se o novo modelo for lançado, ele deverá trazer mais resistência contra impactos em comparação com os modelos de alumínio, titânio e aço inoxidável. Para isso, a Apple poderia adotar um acabamento emborrachado, evitando que o relógio seja danificado com facilidade. Marcas como a Casio, com a linha G-Shock, adotam esse tipo de estrutura em relógios mais resistentes.

Linha importante para a Apple

A Apple também pode estrear, caso decida lançar o dispositivo, um recurso voltado para rastreamento de natação. No Apple Watch Series 6, último modelo lançado, a companhia incluiu proteção contra água em profundidades de até 50 metros.

Apple Watch SE, versão de baixo custo do relógio da Apple.
Normalmente, novas gerações do Apple Watch são apresentadas no mês de setembro. Imagem: Apple/Divulgação

Embora não haja confirmação sobre o lançamento de um Apple Watch focado em esportes que possam causar mais impacto ao gadget, a novidade seria complementar à linha de vestíveis da empresa. Segundo relatório de fevereiro, o Apple Watch já possui mais de 100 milhões de usuários ao redor do mundo.

Além disso, segundo dados da Counterpoint Research, o relógio inteligente dá à empresa 40% de participação no mercado de vestíveis. No último ano fiscal, o relógio fez parte da categoria de vestíveis, casa e acessórios que gerou mais de US$ 30 bilhões no último ano fiscal da Apple.

Fonte: Bloomberg

Fonte: Olhar Digital