ciênciatecnologia

Archean Maniitsoq: um dos maiores enganos da astronomia e da geologia dos últimos tempos

207views

Cientistas da Universidade de Waterloo, no Canadá, foram até a Groenlândia para esclarecer o que pode ter sido um dos maiores enganos da astronomia e da geologia nos últimos tempos, o que formou a cratera Archean Maniitsoq. 

Diferente do que se pensava anteriormente, a cratera não foi formada pelo impacto de um meteorito, mas por processos geológicos naturais. O local foi descoberto por uma outra equipe de pesquisadores em 2012 e datada em pelo menos três bilhões de anos. 

publicidade

Leia também 

Cristais de zircão, são pequenas rochas que preservam danos antigos causados por ondas de choque quando recebem o impacto de um meteorito. “São como pequenas cápsulas do tempo”, resume o professor Chris Yakymchuk. Ao analisar os cristais existentes em Archean Maniitsoq, eles não encontraram esses danos nelas. 

Os cristais de zirconita eram mais novos do que o imaginado. Crédito: Nasa

Os pesquisadores também viram que algumas partes das rochas haviam derretido e se recristalizado em um processo conhecido como metamorfismo. Isso deveria ocorrer instantaneamente caso a área tivesse sido atingida por um meteorito. 

Entretanto, a equipe liderada por Yakymchuk observou que esse processo ocorreu pelo menos 40 milhões de anos depois da data proposta pelo grupo que encontrou a cratera em 2012. Apesar de esclarecer um mal entendido, os pesquisadores acabaram saindo desapontados da expedição. 

publicidade

“Fomos lá para explorar a área para potencial exploração mineral e foi através de um exame cuidadoso da área e dos dados coletados desde 2012”, disse o líder da expedição. “Concluímos que as características são inconsistentes com o impacto de um meteorito”. 

Mas, apesar da pequena decepção Chris Yakymchuk comemorou o fato de a ciência estar em constante evolução. “Ciência é sobre o avanço do conhecimento por meio de descobertas, e nossa compreensão da história antiga da Terra continua a evoluir”, concluiu o professor. 

Via: Phys.org

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=sMBr_jQ9FHg?feature=oembed&w=500&h=281]

Fonte: Olhar Digital