ciência

Astrônomos descobrem 95 anãs marrons próximas ao nosso Sol

32views
Ilustração de uma anã marrom próxima ao nosso sol (Foto: NOIRLab / NSF / AURA / P. Marenfeld)
Ilustração de uma anã marrom próxima ao nosso sol (Foto: NOIRLab / NSF / AURA / P. Marenfeld)

Astrônomos e uma equipe de voluntários do Backyard Worlds: Planet 9, um projeto de ciência cidadã financiado pela Nasa, descobriram 95 anãs marrons próximas ao nosso Sol. O estudo será publicado na edição de 20 de agosto de 2020 do Astrophysical Journal e está disponível em formato pré-impresso em arXiv.org.

A grande descoberta aconteceu com a ajuda do Observatório W. M. Keck, no Havaí; de  dados do satélite Wise, da Nasa; e de arquivos do Observatório Interamericano de Cerro Tololo e do Observatório Nacional Kitt Peak.

Para encontrá-las, os astrônomos recorreram ao Backyard Worlds, uma rede mundial com mais de 100 mil cientistas cidadãos, ou seja, que voluntariamente se dispõem a constribuir com o avanço de pesquisas. Após selecionarem alguns colaboradores, eles inspecionam trilhões de pixels de imagens captadas por telescópios para identificar os movimentos quase imperceptíveis de anãs marrons e planetas próximos ao nosso sistema. Apesar dos avanços tecnológicos, ainda não há nada melhor do que o próprio olho humano para identificar esses fenômenos.

As anãs marrons são objetos intermediários: mais massivos do que planetas e mais leves do que estrelas. Segundo os especialistas, algumas dessas anãs estão entre as mais frias já conhecidas, podendo ter temperaturas semelhantes à da Terra — o que seria suficiente para abrigar nuvens de água.

“Esta coleção de anãs marrons frias também nos permite estimar com precisão o número de mundos flutuantes vagando pelo espaço interestelar próximo ao Sol”, afirma Aaron Meisner, coautor do artigo e pesquisador da Fundação Nacional da Ciência dos Estados Unidos, em nota.

Descobrir e caracterizar objetos astronômicos próximos ao Sol é fundamental compreender nosso lugar e a história do universo, defendem os cientistas. A nova descoberta de Backyard Worlds, por exemplo, preenche uma lacuna anteriormente vazia no conhecimento de anãs marrons de baixa temperatura.

Galileu