política

Cineastas brasileiros protestam contra Bolsonaro em Cannes: “Gângster genocida”

40views

Cineastas brasileiros com obras selecionadas no festival de Cannes, na França, fizeram um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro nesta 6ª feira (9.jul.2021). Eles ergueram uma faixa vermelha com os dizeres: “Brasil: 530.000 mortos. Fora gângster genocida”, em referência aos mortos pela covid-19 e à gestão do governo na pandemia.As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A manifestação foi feita depois da exibição do filme “O Marinheiro das Montanhas”, do diretor cearense Karim Aïnouz .O perfil Mídia Ninja publicou um vídeo no Twitter com o ato. Espectadores que acompanhavam a exibição do filme aplaudiram.

Aïnouz disse, antes do início da sessão, que a democracia brasileira está em “condição crítica, vivendo com a ajuda de aparelho”, segundo o jornal.

O Festival de Cannes registrou outro protesto contra Bolsonaro. Na 3ª feira (6.jul), o cineasta norte-americano Spike Lee disse que o presidente brasileiro, o mandatário da Rússia, Vladimir Putin, e o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, são “gângsters”. Lee convidou o público a “levantar a voz” contra eles.

O mundo está sendo governado por gângsteres. O Agente Laranja [referência a Trump], o cara do Brasil [Bolsonaro] e Putin. São gângsteres e vão fazer o que quiserem. Não têm moral ou escrúpulos, esse é o mundo em que vivemos, e precisamos levantar a voz contra gângsteres como esses”, disse.

Continuar lendo

Poder360