Portugal

Coronavirus e brasileiros imigrantes em Portugal. Mais um triste resultado

Coronavirus | Brasil | Portugal
642views

Coronavirus | brasileiros imigrantes | Portugal | Alguel | Desemprego (tags)

Não se pode negar que a pandemia do coronavirus afetou – e continua a afetar – a economia em todo o mundo.

Trabalhadores estão sendo demitidos em massa, ficando sem condição de arcar com despesas básicas como alimentação, moradia, saúde etc.

A situação é pior para quem reside em moradia alugada. Com a demissão ou atraso de salário, logo vem o risco do despejo.

150 mil brasileiros em Portugal

Os imigrantes brasileiros estão submetidos ao pagamento de um aluguel extremamente caro. Para se ter uma ideia, o salário mínimo em Portugal tem o valor de 635 euros. As locações em Porto e Lisboa partem de 500 euros, em média.

Portanto, o imigrante está submetido a uma pesada despesa mensal. Com as empresas fechando e a falta de emprego, muitos brasileiros já cogitam voltar para o Brasil.

Nas redes sociais, já se vê brasileiros em Portugal fazendo pedidos de “vaquinhas” e cestas básicas e, ainda, planejando voltar ao Brasil, para morar em casa de familiares.

Não é só! A maioria dos imigrantes em Portugal depende do trabalho para conseguir residir legalmente no país. É que, uma das exigências do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal (SEF) é comprovar a existência de um contrato de trabalho. Em outras palavras, não havendo trabalho, não há esperança de regularização.

Teme-se que, o desemprego continue mesmo após a normalização da pandemia, uma vez que, a economia recupera-se aos poucos, podendo demorar anos. Portanto, as vagas de trabalho surgem vagarosamente e os imigrantes não podem esperar.

A nós resta esperar que tudo se resolva o mais rápido possível. Vamos torcer para que as empresas resistam , para que não demitam e que os trabalhadores possam ter salário, podendo sobrever com dignidade.

Da Redação Brasil & Portugal