tecnologia

Covid-19: Brasil tem recorde de aplicação da segunda dose da vacina em 24h

31views

A vacinação contra a Covid-19 no Brasil segue avançando e o país registrou recorde de aplicação da segunda dose em 24 horas. Agora, mais de 29% da população já completou todo o esquema vacinal. Esses números, que já eram importantes, ficam ainda mais fundamentais com a variante Delta.
1.412.878 imunizantes de segunda dose foram aplicados entre ontem e hoje, segundo informações do consórcio de veículos de imprensa divulgadas às 20h nesta terça-feira (31). No período, a primeira dose foi aplicada em 1.291.608 pessoas e a dose única em 3.360, um total de 2.707.846 doses aplicadas.

publicidade

Segunda dose

Ainda segundo os dados, os estados com o maior número de totalmente vacinados, com a segunda dose ou dose única no caso da Janssen, são o Mato Grosso do Sul com 44,20% de vacinados, São Paulo com 37,18%, Rio Grande do Sul com 35,56%, Espírito Santo com 32,65% e Santa Catarina com 29,78%.

O movimento com o aumento da segunda dose indica que o país já possui uma população majoritariamente vacinada com a primeira e que agora começa a completar o esquema vacinal. Lembrando que são necessárias as duas doses para combater a variante Delta da Covid-19.

Variante Delta

O Estado de São Paulo divulgou nesta terça-feira (31) que registrou a primeira morte pela variante Delta da Covid-19. A vítima é uma mulher de 74 anos, que já havia sido vacinada e tinha comorbidade.

A informação foi dada pela secretaria municipal da Saúde de Piracicaba, no interior do estado e confirmada pelo secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, em entrevista para a GloboNews.

A variante Delta é atualmente vista com grande preocupação no mundo e foi responsável por um aumento de casos nos Estados Unidos e em países da Europa. A cepa é considerada muito mais transmissível que a versão original e consegue circular entre pessoas vacinadas, o que ajuda na alta taxa de contaminação.

Leia também: 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Fonte: Olhar Digital