política

Depois de acusação, Pfizer nega pedido de suborno do governo argentino

108views

A farmacêutica Pfizer negou no domingo (23.mai.2021) a acusação de que o ex-ministro da Saúde da Argentina, Ginés González García, havia pedido suborno para fechar contrato para aquisição de vacinas contra o coronavírus.

A resposta do laboratório vem depois de a ex-ministra de Segurança e atual presidente do principal partido oposicionista argentino (PRO), Patricia Bullrich, afirmar que González condicionou a compra dos imunizantes a uma “devolução de dinheiro” por parte da Pfizer. As informações são do jornal La Nacion.

Segundo Bullrich, o presidente do país, Alberto Fernández, estava ciente das negociações. O empresário Hugo Sigman seria intermediário das operações, de acordo com os relatos.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Em entrevista na 2ª feira (24.mai), Alberto Fernández rebateu as declarações da ex-ministra: “Ninguém jamais pediu propina ou algo parecido. É uma difamação imperdoável”.

Segundo o La Nacion, a Pfizer prepara um comunicado oficial sobre o caso, que passará por análise “das mais altas autoridades” da empresa, em Nova York.

Continuar lendo

Poder360