política

Diferença entre resultados de pesquisa e de eleição não implica fraude

28views

É enganoso o tuíte do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) sugerindo ser falsa pesquisa eleitoral em Porto Alegre. Ele comparou o percentual apontado pelo estudo com o resultado das urnas. O atual presidente do PTB escreve ainda, na rede social, que “algo tem que ser feito contra pesquisas fake”, mas a análise prévia sobre intenção de votos é válida e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), passando por todos os ritos legais.

O resultado da votação ficou realmente fora da margem de erro do levantamento feito pelo Ibope e divulgado em 14 de novembro, 1 dia antes do pleito. No entanto, segundo especialistas consultados para esta verificação, a variação é sempre uma possibilidade e não prova que houve erro, tampouco intenção de fraude.

<![CDATA[
.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}
]]>
Além disso, o cenário projetado pelo Ibope desde 5 de outubro, data da 1ª pesquisa tornada pública, se confirmou: decisão no 2º turno entre Manuela D’Ávila (PCdoB) e Sebastião Melo (MDB). Este último apresentava intenção de votos crescente nos últimos levantamentos do instituto.

A renúncia do candidato do partido de Jefferson, poucos dias antes da votação, é outro fator que pode ter alterado o cenário. Porto Alegre também registrou a maior taxa de abstenção entre municípios com mais de 200 mil eleitores —1 a cada 3 votantes não compareceu às urnas.

Apesar de não serem comuns, discrepâncias assim podem ocorrer. Não apenas em outras cidades, mas em outros países. É o caso da eleição de 2016 nos Estados Unidos.

Jefferson também menciona o DataFolha, mas o instituto não realiza pesquisas na capital gaúcha. Pelo Twitter, ele afirmou que “uma pesquisa assim, na véspera, não pode ser considerada séria”.

Também disse que os membros do Comprova, “em vez de se preocuparem em comprovar a pesquisa, atacam quem critica”. Só depois respondeu ao contato direto da reportagem, acrescentando que a pesquisa não pode ser considerada séria: “não por ser divulgada na véspera, mas por produzir números tão discrepantes”.

Último retorno da assessoria de Roberto Jefferson à equipe de verificação Reprodução/Projeto Comprova – 20.nov.2020

Enganoso, para o Comprova, é o conteúdo que usa dados imprecisos; que confunde, com ou sem a intenção deliberada de causar dano; ou que é retirado de seu contexto original e usado em outro, de modo que seu significado sofra alterações.

Leia o passo a passo da verificação neste artigo do projeto.

Por que investigamos?

O Projeto Comprova está em sua 3ª fase, em que verifica conteúdos que viralizam nas redes sociais ligados às eleições municipais, às políticas públicas do governo federal e à pandemia.

Ao comparar uma pesquisa devidamente registrada e dentro dos procedimentos legais com o resultado da votação e sugerir que “algo tem que ser feito contra pesquisas fake”, Roberto Jefferson estimula desconfiança na democracia brasileira.

Até 20 de novembro, o tuíte com conteúdo verificado aqui tinha mais de 2,7 interações (entre curtidas, comentários e republicações). Posteriormente, a postagem foi deletada.

O Comprova já averiguou outros conteúdos que colocam em xeque o processo eleitoral, como o que atestou que oataque de hackers no sistema do TSE não viola a segurança da eleição (produzido em parceria com a agência Aos Fatos), o que mostra que a apuração é aberta a qualquer cidadão, o que mostra ser falso que votos recebidos por candidata a vereadora no Tocantins tenham reduzido durante apuração e o indicando que a Votação estável ao longo da apuração não configura fraude em São Paulo.


O QUE É O COMPROVA?

Projeto Comprova reúne jornalistas de 28 diferentes veículos de comunicação brasileiros para descobrir e investigar informações enganosas, inventadas e deliberadamente falsas sobre políticas públicas compartilhadas nas redes sociais ou por aplicativos de mensagens. O Comprova é uma iniciativa sem fins lucrativos.

Continuar lendo

Poder360