política

Doria decide incluir 1.500 policiais federais de São Paulo na vacinação contra covid-19

117views

1 de 1 — Foto: Governo do Estado de São Paulo/Arquivo

— Foto: Governo do Estado de São Paulo/Arquivo

O governador João Doria (PSDB) decidiu incluir os cerca de 1.500 policiais federais lotados na superintendência do órgão em São Paulo na vacinação contra a covid-19.

Ontem, Doria anunciou o início da imunização de integrantes de forças de segurança do Estado a partir do dia 5 de abril, incluindo policiais militares e civis, polícia científica, escolta penitenciária e membros das guardas civis municipais e metropolitana.

Ao todo, ao menos 180 mil profissionais de segurança passarão a ser vacinados em São Paulo a partir de 5 de abril.

A decisão de Doria foi resultado da iniciativa de quatro deputados do PSL, próximos da Polícia Federal (PF), que encaminharam ofícios ao governador solicitando a inclusão. Os parlamentares foram: Joice Hasselmann (SP), Marcelo Freitas (MG), Carla Zambelli (MG) e Felicio Laterça (RJ).

Em São Paulo, um delegado teve papel importante na mobilização para inclusão dos federais no grupo de segurança a ser vacinado. Marcelo Ivo de Carvalho fez várias gestões no governo estadual, desde o final do ano passado. Carvalho é lotado na Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado em São Paulo.

A decisão de Doria, no entanto, aparentemente deixou de fora os policiais rodoviários federais. Assim como os policiais federais, a categoria está vinculada ao executivo federal por meio do Ministério da Justiça.

Fonte: Valor Econômico