política

Embaixador argentino discute novo gasoduto com chanceler e almirante Rocha

20views

Em compromisso fora da agenda oficial, o ministro das Relações Exteriores, Carlos França, e o secretário de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha, encontraram o embaixador argentino, Daniel Scioli, no sábado (1º.mai.2021) à noite.

Um dos principais temas do encontro foi o gasoduto Vaca Muerta, que pode conectar as reservas de gás argentinas com o sul do Brasil. Tanto o Brasil quanto a Argentina têm interesse em ampliar a troca de hidrocarbonetos. A ampliação da infraestrutura existente é uma forma de garantir o acesso e poderia baratear o serviço, segundo o governo brasileiro.

Há pouco mais de uma semana, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil negocia com a Argentina integrar, por meio de um gasoduto, a reserva de gás natural argentina de Vaca Muerta ao sul do país. O tema foi retomado no encontro.

Guedes destacou que o Congresso aprovou recentemente o novo marco legal para o setor, mas que o governo estuda novas formas de dar um “choque de energia barata”.

“Estamos namorando ideias de fazer o nosso gasoduto de Vaca Muerta, na Argentina, para se integrar ao nosso sistema de distribuição de gás –dando um choque de energia barata”, afirmou o ministro em audiência on-line no Senado que debateu as relações do Brasil com o Mercosul.

O encontro bilateral é um indicativo de que a agenda está avançando.

Blindados

Outro ponto discutido é a compra de blindados brasileiros pela Argentina. Na última 5ª feira (27.abr.2021), Scioli encontrou-se com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, e tratou da compra de uma frota de veículos blindados 6×6 Guaraní, da Iveco, que vai enviar algumas linhas de produção para sua planta, em Córdoba.

Com o chanceler, os termos diplomáticos do acordo voltaram a ser tratados. Flávio Rocha, que é oriundo da Marinha, também participou das discussões.

Continuar lendo

Poder360