política

EUA vão liderar o mundo, não se retirar dele, diz Biden ao anunciar nomes de equipe

95views

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, apresentou nesta terça-feira alguns dos principais nomes que farão parte de sua equipe de política externa e segurança nacional a partir de janeiro, quando o novo governo toma posse.

Biden afirmou que Antony Blinken, seu futuro secretário de Estado, terá como principal missão reconstruir a confiança na diplomacia americana após anos de turbulência durante o governo de Donald Trump.

Ao contrário do “America First” promovido pelo republicano, o democrata disse que pretende recolocar o país em seu papel de liderança do mundo e construir importantes alianças na Ásia-Pacífico, sem citar diretamente a China, e no Atlântico.

“Esta é uma equipe que reflete o fato de que os EUA estão de volta. Que estão prontos para liderar o mundo, não se retirar dele. Prontos para enfrentar nossos adversários, não rejeitar nossos aliados. E prontos para defender nossos valores”, disse Biden em discurso.

1 de 1 — Foto: Carolyn Kaster/AP

— Foto: Carolyn Kaster/AP

Em um sinal de como serão os novos tempos a partir da posse do novo governo, a indicada por Biden para ser a nova embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, também enviou um recado aos demais países. “Os EUA estão de volta, o multilateralismo está de volta e a diplomacia está de volta”, disse ela.

Biden destacou a posição que será ocupada por John Kerry, ex-secretário de Estado, o novo enviado especial para o Clima da Casa Branca, uma indicação que não precisa de confirmação do Senado.

O democrata afirmou que a criação do cargo, que não existe atualmente, mostra como o tema será tratado pelo próximo governo. “A agenda da mudança climática estará na ‘situation room’”, disse Biden, citando a sala de crise da Casa Branca.

Em discurso após ser apresentado, Kerry reforçou a mensagem do presidente eleito e pediu união para que o mundo enfrente unido a mudança climática.

“Nenhum país sozinho será capaz de resolver a mudança climática. O mundo inteiro precisa estar junto. O presidente eleito está certo em voltar ao Acordo de Paris no primeiro dia do governo e certo em reconhecer que [o pacto de] Paris sozinho não é suficiente”, disse o ex-secretário de Estado.

A vice-presidente eleita, Kamala Harris, concluiu o evento destacando que a equipe anunciada hoje cumpre a promessa feita pelos democratas de ter um governo que represente a sociedade americana.

Além de Blinken, Kerry e Thomas-Greenfield, Biden também apresentou hoje Alexander Mayorkas, primeiro latino indicado para comandar o Departamento de Segurança Nacional, e Avril Haines, primeira mulher a ser nomeada como Diretora Nacional de Inteligência. Jake Sullivan, por sua vez, será o novo assessor de Segurança Nacional.

Fonte: Valor Econômico