política

Ex-prefeito de Manaus culpa governador do Amazonas por falta de respiradores

13views

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB) foi ao Twitter nesta 5ª feira (14.jan.2021) para criticar a atuação do atual governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), pela morte de pacientes pela falta de oxigênio nos hospitais da cidade. O governador rebateu as críticas.

“Wilson Lima você é o pior governador que o Amazonas já teve e o que acontece em Manaus é assassinato aos moldes de Hitler, por asfixia. Isso é doloroso e cruel”, escreveu Virgílio.

A declaração acontece duas semanas depois que Arthur Virgílio se despediu de seus 8 anos de mandato e deixou a Prefeitura de Manaus.

No vídeo, o ex-prefeito criticou a falta de respiradores e afirmou que Wilson Lima é o pior governador da história do Amazonas.

“Mas saiba da minha opinião: o senhor foi o pior governador que esse Estado já teve. E o senhor está praticando assassinato. E o pior, assassinato à la Hitler, assassinato tipo câmara de gás, assassinato por asfixia, o pior tipo, o mais doloroso, o mais cruel, o mais perverso”

Virgílio pediu à Assembléia Legislativa do Estado que inicie um processo de impeachment contra o governador, porque ele levará o Amazonas “do mal para o pior”.

Wilson Lima respondeu aos ataques do ex-prefeito e relembrou a morte do engenheiro Flávio, que foi morto por agressão depois de ser sequestrado em uma festa em Manaus. O policial Elizeu de Souza foi apontado como um dos envolvidos no caso. Ele era funcionário do gabinete militar da prefeitura de Manaus, e dirigia o carro do órgão no momento do sequestro.

O governador disse também que o ex-prefeito é “parte do problema”, referindo-se ao avanço da pandemia no Estado. “Desde o começo da pandemia estamos dando o sangue para salvar vidas e ele não fez a parte dele”, escreveu.

Continuar lendo

Poder360