economiapolítica

FMI estima queda de 4,4% na economia global em 2020

56views

O FMI (Fundo Monetário Internacional) reduziu a projeção de queda para a economia mundial em 2020. O recuo estimado para o ano passou de para 5,2% para 4,4%. Eis a íntegra (5 Mb).

O desempenho recessivo da atividade econômica global decorre dos impactos da pandemia de covid-19 nos países. Na última 3ª feira (6.out.2020), o FMI divulgou que o Brasil deve ter retração de 5,8% na economia. A estimativa anterior era de queda de 9,1% no PIB (Produto Interno Bruto).

<![CDATA[
.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px
7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full
h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}
]]>
Apesar da melhora nos cálculos, a recuperação será incerta e desigual, segundo o FMI. O Fundo disse que redução das medidas de distanciamento social e da “rápida adoção de políticas de apoio em uma escala sem precedentes por bancos centrais e governos em todo mundo” está ajudando a economia global a sair das “profundezas de seu colapso” no 1º semestre do ano.

De acordo com o relatório, o emprego continua abaixo dos níveis pré-pandêmicos e a falta de trabalho atingiu pessoas de baixa renda, jovens e mulheres.

“Os pobres estão ficando mais pobres, com quase 90 milhões de pessoas que deverão cair em privação extrema este ano. A ascensão dessa calamidade provavelmente será longa, irregular e altamente incerta”, disse o documento.

O FMI ressaltou que as medidas de incentivos fiscal e monetária não devem ser cortadas de forma prematura.

A China deve ser o único país de economia avançada ou emergente a ultrapassar o nível de atividade acima de 2019. Os países que mais dependem do setor de serviços ou são exportadores de petróleo passam por recuperações mais fracas do que nações com economias baseadas na indústria.

Continuar lendo

Poder360