política

Gana é o 1º país a receber vacinas contra a covid-19 da Covax Facility

78views

Gana é o 1º país a receber a vacina contra a covid-19 por meio da Covax Facility, iniciativa da OMS (Organização Mundial de Saúde) que visa a garantir equidade na distribuição do imunizante.

Um avião com 600 mil doses da vacina da AstraZeneca/Oxford chega nesta 4ª feira (24.fev.2021) ao país africano. O imunizante foi produzido pelo Instituto Serum, da Índia –o mesmo responsável pela produção das doses compradas diretamente pelo Brasil (sem o intermédio da aliança internacional).

Esta entrega representa o início do que se espera vir a ser o maior fornecimento e distribuição de vacinas da história”, diz comunicado da OMS e da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

O país, de cerca de 30 milhões de habitantes, acumula 582 mortes por covid-19 e 80.759 casos da doença. Mas o número é provavelmente superior, uma vez que é baixo o número de testes realizados em Gana.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Segundo a OMS, pelo menos 2 bilhões de doses serão entregues por meio da Covax em 2021. “Trata-se de um esforço mundial sem precedentes para garantir a todos os cidadãos o acesso às vacinas”, lê-se em comunicado.

As vacinas salvam vidas. À medida em que os profissionais de saúde e outros funcionários da linha de frente forem vacinados, poderemos ver gradualmente um retorno à normalidade, incluindo melhor acesso aos serviços de saúde, educação e proteção. No espírito da cobertura universal de saúde, não vamos deixar ninguém para trás.

O Brasil deve receber 42 milhões de doses por meio de acordo com a coalizão, sendo 10,6 milhões já no 1º semestre. Em 9 de fevereiro, Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou a dispensa temporária de autorização para uso emergencial de vacinas adquiridas pelo Ministério da Saúde por meio da Covax Facility.

A coalizão é liderada pela OMS em parceria com a Gavi (Vacine Alliance) e pelo Cepi (Coalizão para Inovações em Preparação para Epidemias).

A iniciativa foi criada para democratizar a distribuição de vacinas a países mais pobres. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse nessa 3ª feira (23.fev) que 80% das vacinas produzidas até agora estão nas mãos de apenas 10 países.

Estou satisfeito que as primeiras remessas de doses da Covax estejam sendo enviadas hoje [3ª feira (23.fev)]. Mas muitos países ainda não administraram uma única dose”, escreveu em seu perfil do Twitter.

A melhor maneira de proteger as pessoas em qualquer lugar é suprimindo a covid-19 em todos os lugares ao mesmo tempo. Em nosso mundo interconectado, quanto mais tempo a pandemia persistir em qualquer lugar, mais tempo o comércio e as viagens globais serão interrompidos e mais demorará a recuperação”, completou.

Continuar lendo

Poder360