política

Maior ídolo da Argentina, Maradona também será lembrado por apoio à esquerda

23views
1 de 3 — Foto: Ismael Francisco/AIN via AP

— Foto: Ismael Francisco/AIN via AP

A morte de Diego Maradona deve paralisar a Argentina nos próximos dias, não só pelo luto nacional já decretado pelo governo de Alberto Fernández. Além das glórias conquistadas dentro do campo e da paixão do povo pelo homem chamado de “Deus” no país, ele também sempre será lembrado por seus posicionamentos políticos e pela simpatia pela esquerda da América Latina, especialmente a de Cuba.

Fonte: Valor Econômico