ciência

Mais de um terço das crianças infectadas com Covid-19 são assintomáticas

33views
35,8% dos exames analisados pelos pesquisadores da Universidade de Alberta eram de crianças assintomáticas (Foto: Kelly Sikkema / Unsplash)
35,8% dos exames analisados pelos pesquisadores da Universidade de Alberta eram de crianças assintomáticas (Foto: Kelly Sikkema / Unsplash)

Um novo estudo da Universidade de Alberta, no Canadá, sugere que mais de um terço das crianças com Covid-19 não apresenta sintomas da doença. A descoberta foi publicada no Canadian Medical Association Journal.

Pesquisadores chegaram a essa conclusão ao analisarem exames feitos com 2.463 crianças entre março e setembro de 2020. Ao todo, 1.987 dos pacientes testaram positivo para o coronavírus, sendo que 714 deles (35,8%) eram assintomáticos.

“Podemos fazer todos os questionários que quisermos; se um terço das crianças são assintomáticas, a resposta vai ser ‘não’ para todas as perguntas – e, mesmo assim, elas estarão infectadas”, observou o professor de medicina Finlay McAlister, um dos autores do estudo, em comunicado.

Os cientistas também perceberam que, embora tosse, coriza e dor de garganta tenham sido os três sintomas mais comuns dos pacientes infectados, esses sinais também apareciam com frequência entre aqueles que haviam testado negativo para Covid-19. “Claro, as crianças correm risco de contrair muitos vírus diferentes, então os sintomas específicos da Covid-19 são, na verdade, coisas como perda de paladar e olfato, dor de cabeça, febre, náuseas e vômitos, e não um nariz escorrendo, tosse ou dor de garganta”, explicou McAlister.

Para o pesquisador, a nova pesquisa mostra como números de casos confirmados do coronavírus podem ser apenas a “ponta do iceberg” de um problema muito maior. Por isso, ele reforça a importância de tanto crianças quanto adultos respeitarem a quarentena, independentemente de manifestarem sintomas da Covid-19 ou não. “Algumas pessoas com Covid se sentem bem e não percebem que estão infectadas, então socializam com amigos e espalham o vírus sem querer. Acho que esse é o grande problema”, afirmou.

Galileu