ciência

Mapa de 4 mil anos encontrado na França seria o mais antigo da Europa

31views
Mapa da Idade do Bronze seria o mais antigo da Europa (Foto: Divulgação/Inrap)
Mapa da Idade do Bronze seria o mais antigo da Europa (Foto: Divulgação/Inrap)

Arqueólogos apontam que uma pedra de 4 mil anos, identificada em 2014 em uma adega de um castelo na França, pode ser o mapa mais antigo da Europa. O artefato data da Idade do Bronze, mede 2 x 1,5 m e apresenta a localização de uma área no oeste da península da Bretanha.

Conhecido pelo nome de Laje de Saint-Bélec, o objeto foi localizado pela primeira vez em 1900, em um cemitério pré-histórico em Finistère, no oeste da Bretanha, pelo arqueólogo Paul du Chatellier. Segundo a rede BBC, a laje de pedra ficou esquecida por mais de um século, guardada em um fosso na casa do pesquisador.

Até que du Chatellier mandou transportar o mapa para outra propriedade dele, na comuna francesa de Pont-l’Abbé, junto com vários artefatos de seu museu privado. O especialista morreu em 1911, mas seus filhos decidiram vender toda sua coleção para o Museu Arqueológico Nacional de Saint-Germain-en-Laye.

“A laje é aí transportada com outras pedras gravadas da coleção, para serem armazenadas, juntamente com outros elementos lapidários, em alcovas que se encaixam no fosso do castelo que funciona como museu”, detalha, em comunicado, Clement Nicolas, pesquisador da Universidade de Bournemouth, na Inglaterra, envolvido no estudo.

Mapa da Idade do Bronze em detalhes (Foto: Divulgação/Inrap)
Mapa da Idade do Bronze em detalhes (Foto: Divulgação/Inrap)

O mapa foi finalmente revisto por estudiosos do Instituto Nacional de Pesquisa Arqueológica Preventiva (Inrap), em Paris, em 2014, que estimam que ele tenha sido fabricado entre os anos 1900 a.C a 1650 a.C. A suspeita é que os recortes do objeto sejam as marcas representativas do rio Odet, no noroeste francês, enquanto várias linhas seriam a rede de rios da área.

Para estudar a pedra, os arqueólogos tiraram fotografias especiais feitas com câmera de luz rasante, que permitiu-lhes enxergar as minúcias das gravuras presentes no artefato. Em seguida, foram utilizados três tipos de scanners para obter maior resolução do objeto e foi por fim construído um modelo tridimensional do achado.

De acordo com os pesquisadores, o mapa é de um período inicial da Idade do Bronze, quando sociedades hierárquicas eram divididas em vários principados na Baixa Bretanha. Essa organização consistia em diversas entidades políticas, que existiam durante séculos também na Baixa Normandia e no sul da Inglaterra.

Motivo oval presente na pedra de 4 mil anos (Foto: Divulgação/Inrap)
Motivo oval presente na pedra de 4 mil anos (Foto: Divulgação/Inrap)

A laje de pedra é a primeira da época a retratar uma área em uma escala tão específica, segundo Nicolas contou à BBC. “Foi provavelmente uma forma de afirmar a propriedade do território por um pequeno príncipe ou rei do período”, disse ele. “Temos a tendência de subestimar o conhecimento geográfico das sociedades do passado. Esta laje é importante porque destaca esse conhecimento cartográfico.”

Galileu