entretenimento

MPT vai investigar desabamento de prateleiras em supermercado do Grupo Mateus

52views
1 de 1 — Foto: Reprodução/Twitter/@FlavioDino

— Foto: Reprodução/Twitter/@FlavioDino

O Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) vai abrir um inquérito para apurar as causas do desabamento de prateleiras na noite da última sexta-feira em em uma filial da rede Mix Mateus Atacarejo, em São Luís. Na ocasião, uma pessoa morreu e outras oito ficaram feridas.

O órgão afirma que serão cumpridas normas de saúde e segurança de trabalho para evitar novos acidentes no local e solidarizou com os familiares das vítimas. Em nota, eles reforçam o compromisso de atuar na defesa dos direitos trabalhistas e na garantia de um ambiente de trabalho seguro e saudável.

“Sobre o acidente ocorrido na noite de sexta-feira (2), no Mix Mateus Atacarejo, no bairro Vinhais, em São Luís, o Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) informa que irá instaurar inquérito civil para apurar as causas. O órgão ministerial ressalta que envidará esforços para que ocorra o cumprimento rigoroso das normas de saúde e segurança de trabalho a fim de evitar novos acidentes. O MPT-MA se solidariza com familiares e amigos das vítimas e reforça seu compromisso de atuar na defesa dos direitos trabalhistas e na garantia de um meio ambiente de trabalho seguro e saudável.”, disse o MPT-MA.

Vídeos divulgados nas redes sociais mostram as estruturas metálicas caindo em uma espécie de efeito dominó. No momento do acidente, a loja estava aberta e com clientes.

O governador Flávio Dino informou que bombeiros continuam trabalhando em busca de possíveis vítimas.

O Grupo Mateus divulgou nota oficial sobre o incidente: “O Grupo Mateus lamenta informar que na noite dessa sexta-feira, 2 de outubro, houve um acidente no Mix Atacarejo da Curva do 90 no bairro do Vinhais. Imediatamente, todas as autoridades de segurança pública do estado foram acionadas e prontamente iniciaram o trabalho de apoio e, neste momento, realizam o resgate e o socorro dos feridos. O Grupo Mateus reforça que, neste momento, o que importa é o resgate dos envolvidas no acidente, o apoio às vítimas e seus familiares.”

Fonte: Valor Econômico