política

Polícia alemã interrompe protesto contra medidas para conter covid-19

66views

Um protesto na cidade de Bremen, na região norte da Alemanha, foi interrompido pela polícia na tarde deste sábado (5.dez.2020).

As forças policiais cumpriram determinação do Tribunal Constitucional, mais alta instância judicial alemã, que proibiu a realização do ato.

<![CDATA[
.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;}.mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}
]]>
Os manifestantes haviam feito solicitação à Justiça para reunir 20 mil pessoas no centro da cidade. Mesmo com a negativa judicial, mantiveram o protesto.

Cerca de 200 manifestantes descumpriram a determinação da Justiça para protestar contra as medidas de isolamento social para combater o coronavírus.

De acordo com a polícia, o protesto foi interrompido após as pessoas se recusarem a vestir máscaras e a ficarem distantes umas das outras. Não foram registradas cenas de violência.

Pouco após o fim do encontro, um grupo de manifestantes se reuniu como forma de protesto dentro de um supermercado.

Em publicação no Twitter, a polícia de Bremen disse que “estava ciente” dos vídeos que circularam pelas redes sociais com imagens do encontro. Depois disso, não publicou mais atualizações.

Novas medidas de isolamento social foram anunciadas pela primeira-ministra alemã Angela Merkel no início de novembro.

O país espera iniciar a vacinação contra a covid-19 ainda em 2020 e, inclusive, já está preparando centros de vacinação em diferentes regiões do país.

O governo alemão anunciou que pretende convocar enfermeiros aposentados, estudantes de medicina, agentes de segurança e recepcionistas para ajudar na campanha.

Continuar lendo

Poder360