ciência

Universidade de Cambridge pede ajuda para encontrar cadernos de Darwin

46views
Biblioteca da Universidade de Cambridge publicou um pedido de ajuda para encontrar os cadernos roubados de Darwin (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)
Biblioteca da Universidade de Cambridge publicou um pedido de ajuda para encontrar os cadernos roubados de Darwin (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)

A Biblioteca da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, está pedindo a ajuda à população para localizar dois cadernos perdidos de Charles Darwin — um dos quais contém o icônico esboço da Árvore da Vida, feito em 1837.

Os cadernos foram listados como roubados em 2001, após uma exaustiva busca da biblioteca. A polícia de Cambridgeshire foi informada e seu desaparecimento foi cadastrado no Registro de Perda de Arte nacional por artefatos culturais desaparecidos. A importância dos objetos é tão grande que eles foram adicionados ao banco de dados de obras de arte roubadas da Organização Internacional de Polícia Criminal, a Interpol.

Após o aconselhamento de especialistas de segurança e recuperação de ativos culturais, a Universidade também trabalhará junto com outros comércios de livros. Em nota, Jessica Gardner, bibliotecária e diretora de serviços de biblioteca desde 2017 em Cambridge, afirmou que sente muito que os cadernos ainda estejam perdidos. “Eu peço a qualquer um que possa ajudar para entrar em contato. Ficaríamos imensamente gratos em ouvir qualquer equipe, membros do mercado de livros, pesquisadores ou o público em geral, com informações que possam auxiliar na recuperação.”

Dada sua natureza única, o valor dos artefatos é difícil de estimar, mas provavelmente equivaleria a milhões de libras esterlinas, já que em um dos manuscritos há a imagem da Árvore da Vida, onde Darwin desenvolve sua teoria em termos de distribuição geográfica, origem dos humanos e classificação por descendência. O caderno em questão está armazenado em uma caixa azul sob medida, junto com um segundo caderno semelhante.

Biblioteca da Universidade de Cambridge publicou um pedido de ajuda para encontrar os cadernos roubados de Darwin (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)
Biblioteca da Universidade de Cambridge publicou um pedido de ajuda para encontrar os cadernos roubados de Darwin (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)

Neles, o teórico discorreu pela primeira vez sobre como as espécies podem “transmutar” de formas ancestrais para formas posteriores, por isso também são chamados de Cadernos de Transmutação. 

Embora existam cópias digitais editadas, elas não substituem os dois cadernos físicos originais. No entanto, quem quiser consultar os itens pode encontrá-los disponíveis online. “Como resultado deste apelo por ajuda, esperamos localizar os cadernos de Darwin perdidos e restaurá-los em seu devido lugar ao lado de outros tesouros da Biblioteca da Universidade, tornando-os disponíveis para estudiosos e pesquisadores nos séculos vindouros”, clama Stephen J Toope, vice-chanceler da Universidade de Cambridge.

Árvore da Vida, esboço de Darwin em um de seus cadernos (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)
Árvore da Vida, esboço de Darwin em um de seus cadernos (Foto: Reprodução/UniversidadedeCambridge)

Galileu